Our Truth #15 – Especial Wrestlemania – Parte 1: De Yes! No! No! No! ao fim de uma era

Esse final de semana foi espetacular para mim. No sábado, assisti os shows do Lacuna Coil/Hatebreed/Lamb Of God aqui em São Paulo e me acabei (muito mesmo, na quinta música do show do Lacuna estava acabado). Não sei se lembram, mas Our Truth, o nome do quadro, é uma música do Lacuna Coil, para vocês terem noção como esse show foi especial para mim. Já domingo, paguei 30 reais e presenciei um baita Wrestlemania que (como sempre) falhou em certos pontos, mas foi muito bom, um dos melhores sem dúvidas. Mas ok, o que falarei hoje? Vou aqui dar minha opinião sobre o que aconteceu em volta aos combates, porque analisar os combates técnicamente, já tem o pessoal das reviews (que já fez isso, MUITO rapidamente, impressionante). Como é tanta coisa para falar desse Wrestlemania… separei em duas partes, uma agora, a maior, e segunda provavelmente postarei entre sábado e domingo, para não ficar algo cansativo demais (só a primeira parte é enorme, vocês verão). Enfim, it´s time to read!

Pela primeira vez eu comprei um PPV para assistir ao vivo (já que tenho DVDs de 4 PPVs), essa Wrestlemania me deixou tão ansioso que fiquei o dia todo meio perdido sem saber muito o que fazer. As 7:30 da noite, me loguei no WWE.com e comecei a acompanhar a Dark Match que foi Primo e Epico defendendo os Tag Team Titles contra os Usos e Justin Gabriel e Tyson Kidd. Eu esperava uma boa luta, mas sem nada demais. Fui surpriendido, apesar de não ter sido espetácular, a luta merecia um lugar no evento pela qualidade da luta, pena que não houve qualquer feud. Depois de esperar uns 10 minutos e ter a abertura oficial, Sheamus e Daniel Bryan fizeram suas entradas e finalmente o evento teria início de verdade.

Excelente luta, recomendo procurarem quem não viu ainda

Sheamus entrou com um pop considerável, mas o que mais me supriendeu com certeza foi a entrada de Daniel Bryan. O público aos poucos enlouquecia aos gritos de YES! YES! YES!, haviam cartazes com isso em tudo que era lugar, Jerry Lawler e Michael Cole não conseguiram se contiver e riram da situação. Tudo parecia perfeito pra ter uma grande luta, e o público estava tão animado que estava chamando mais minha atenção do que a luta que estava pra acontecer. Então Bryan beija AJ, quando vira, Brogue Kick, 1, 2, 3, acabou. A WWE conseguiu o que queria parcialmente, deixou o Brogue Kick como um golpe dominante e surpriendeu todo mundo, que não acreiditava no que via. Mas só isso que foi o lado “bom” da história.

YES! YES! YES! YES! YES! YES!

Sacrificaram uma luta poderia ser uma das melhores da noite, quem sabe? Tanto Bryan quanto Sheamus primam por estilo de luta muito agressivo, só isso já seria algo interessante para se ver, além da qualidade dos dois. Ninguém ficou feliz com o que viu, pelo menos não quem queria ver wrestling. Os dois foram entrevistas antes do Wrestlemania, sempre dizendo que estavam ansiosos pra se enfrentar e que pretendiam roubar o show. Nem Sheamus, que ganhou o título de forma muito valorizada, deve ter ficado feliz com o que aconteceu.

YEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEES!

A verdade é que Sheamus vai ser vaiado por certo tempo depois do que aconteceu, o Dark Main Event do RAW de ontem demosntrou isso. Já Bryan, apesar de sofrer algo pior que Triple H sofreu do Ultimate Warrior, ganhou de vez o apoio do público. “Yes” tem tudo para ser o “What?” da nossa geração. Se os públicos forem metade do que Miami foi nesses dois dias, Daniel vai se firmar no topo pelo apoio que vai ter do público, coisa que a WWE nunca consegue deixar de lado.

Em seguida, aconteceu Randy Orton vs Kane, feud morna que se baseiou em Randy aplicando RKOs no Kane, mas o que eu não esperava que isso tivesse um motivo. Afinal, depois do Cena, Orton se tornou o segundo maior lutador da empresa e não sofre pra quase ninguém. É tanto que foi realmente impressionante quando Mark Henry derrotou-o duas vezes no ano passado, de forma limpa. Ainda por cima, Orton agora substitui aparentemente Edge no SmackDown, mas na verdade ele está substituindo Undertaker como o principal atrativo da Brand. Então a coisa mais óbvia era Randy vencer certo? Sim, mas esse Wrestlemania teve várias coisas que surprienderam.

Essa máscara do Kane é sensacional...

Me aprofundarei mais sobre isso na segunda parte desse texto, mas os supermans da WWE vem sofrendo ultimamente, no caso de Orton isso é saudável. Diferentemente de Cena, Orton não é tão limitado no ringue pelo moveset que ele sempre tem que usar, e também ele é o longe de ser o cara correto que Cena passa ser, por isso não vencer sempre é bom para não ser odiado como John é hoje. Sobre a vitória de Kane, isso foi o que deveriam ter feito ano passado com sua luta contra CM Punk para continuam bem a feud. Mas na verdade o fim da carreira de Kane está chegando e uma vitória sobre um dos maiores lutadores da empresa no Wrestlemania foi um belo presente pra ele. Sobre a luta, apesar de começar monótoma, melhorou muito. Por Kane dominar mais, era de se esperar um RKO do nada para vencer, a luta se construiu pra isso, mas Kane fez um super Chokeslam para finalizar com tudo o combate. Foi melhor do que eu esperava.

"Que mulher maravilha você vai defender agora, superman?"

A seguinte luta foi Cody Rhodes defendendo o Intercontinental Title contra Big Show. Rhodes é um dos lutadores jovens mais impressionantes que se tem na atualidade. Enquanto Zigglr se mostra um espetáculo no ringue e muito bem nos outros quesitos, Rhodes vai muito bem no ringue, é criativo, mas na hora de levar seu personagem, fazer uma promo e levar uma feud, vem sendo mais que incrível. Rhodes prometeu o que disse: trouxe prestígio para o título denovo. Tanto que teve uma época que Rhodes não tinha mais adversários para ele sem serem midcards, então trouxeram Show para enfrentá-lo. Já Big Show finalmente vence sozinho na Wrestlemania, assim como Kane, vence isso como um presente com o fim de sua carreira chegando. A luta foi muito boa se for para analisar a limitação que Big Show trouxe à ela, entreteu bem.

Lição n° 1 para baixinhos: Não banquem o folgado com os grandes, porra!

A luta seguinte foi a única que não deveria estar no evento, podendo dar lugar para luta pelos Tag Team Titles ou para Bryan vs Sheamus. O que mais queria era ver Kharma vs Beth, mas a monstra não se recuperou ainda. Natalya vs Beth seria agradável, Beth vs Trish Stratus mais ainda. Mas resolveram colocar essa Tag Team sem sentido, ok… Pra quê? Publicidade que não foi porque a Maria Menounos não traria nada significativo. Mas enfim, a culpa é da WWE por trazê-la, mas virei grande admirador da moça. Ela se lesionou feio durante os ensaios para o Dancing With The Stars, ainda assim dançou, ganhou uma das maiores notas, lutou no Wrestlemania, se lesionou mais durante a luta e ainda a terminou. Muito lutador não aguentaria o que ela passou. Sobre a luta, foi interessante ver uns golpes da Kelly Kelly e ver se a Maria conseguiria fazer alguma coisa quando se machucou. Dispensável foi, mas nada chato que prejudicasse o show.

... alegriaaa, aaaa! PARA NOSSA ALEGRIA! Os mano pira na funkeira da Eve indo até o chão, chão, chão...

Então chegou o motivo de eu estar tão ansioso pela Wrestlemania, a Hell In A Cell entre Undertaker e Triple H com Shawn Michaels como special referee. Confesso que não esperava algo maravilhoso (como foi) e achava que talvez fosse do nível da luta do último Wrestlemania, que não seguiu mais para a brutalidade do que o wrestling tradicional, dando show mesmo assim. Se achava a No Holds Barred um espetáculo da violência, ela ficou parecendo pouco, mas muito pouco diante de tudo que aconteceu diante da Hell In A Cell. Os dois não se aproveitaram muito da gaiola para dar grandes momentos, Undertaker apenas a usou para destruir Triple H no início da luta. No início se viu basicamente isso: Undertaker destruindo Triple H por um bom tempo, mostrando estar recuperado da surra que levou antes e isso foi vendido muito bem. Mas depois de reverter um ataque de Undertaker em um Spinebuster na escada de aço, os papéis se inverteram. Hunter MASSACROU Undertaker, sendo aqui o primeiro destaque da parte psicológica do combate. Parecia que o combate iria acabar a qualquer momento. Em certa hora, apesar de no fundo saber que nada aconteceria, acreditei que Triple H acertaria a marreta na nuca de Undertaker, provavelmente matando-o. Meus olhos faltaram pular da minha cara.

"É hoje que eu fodo alguém! AH! Hehe!"

Nessa hora que Shawn Michaels começou a se mostrar essencial no parte psicológica do combate, afinal, qualquer decisão dele poderia terminar a luta. Enquanto HHH atacava Mark com a cadeira várias vezes, intimidava Shawn (que quase terminou a luta várias vezes, enquanto Undertaker dizia para ele não fazer isso) com “Finish it, or i will!”. Undertaker nocauteia Shawn com o Hell´s Gate, e obriga a vir um juíz substituto, mais um momento de tensão na luta. Em seguida talvez veio o ápice da emoção da luta: Sweet Chin Music + Pedigree. Aqui eu acreditei fortemente que acabaria ali, estava com o coração quase pulando do peito. Depois daquilo, finalmente tive certeza que Undertaker não perderia ali. Mas quem disse que não seria enganado momentaneamente como sempre? Undertaker se recupera e Tombstone, que não adianta. Apesar de nojento, nunca vou esquecer do tanto de baba que Taker soltou em Triple H, desacreditado. Foi como ver um filme tão bom que você esquece que não é real.

"Comi sua mulher quando tava careca antes, cortei denovo, comi denovo. Vai fazer o que sobre isso?"

Depois de mais um Pedigree, eu estava mordendo meu braço de angustia, mas mais uma vez não adiantou. A parte dali, foi um dejavu do que aconteceu com Shawn Michaels na Wrestlemania 26, e de uma forma mais bruta, Taker finalizou HHH com mais um Tombstone. Pronto, me aliviei na cama, relaxado, êxtasiado por ter visto a coisa mais incrível da minha vida. Mais dejavu: Shawn levanta Taker e mostra o mesmo respeito que recebeu do mesmo há dois anos atrás. Depois Undertaker e Shawn levantam Triple H e os três vão abraçados até a entrada, onde aparentemente se despedem de tudo, os três juntos, momento emocionante. Confesso que quase chorei com a dúvida forte que os veria fazendo algum espetáculo assim algum dia. Foi o último momento de Shawn, a última grande luta de Triple H e provavelmente a streak terminará com 20-0, pelo menos é o que se deixou parecer.

"Eu faço isso desgraçado @#@$# #@ $#$#!"

Mas que Undertaker aguentaria mais um espetáculo na Wrestlemania, disso não há dúvidas. Mesmo estando menos ágil que o seu normal, ele mostrou o porque que Wrestlemania sem Undertaker não é realmente uma Wrestlemania. A questão é se existe alguém capaz de acompanahr essa grandeza e fazer um espetáculo de forma credível, infelizmente acho que a única opção agora é John Cena. Somente a atuação psicológica que os três trouxeram, principalmente Undertaker, foi com certeza o melhor de todos os tempos. O combate não foi baseado no wrestling tradicional, seguindo movesets e afim, não ganharia uma 5 stars nesse sentido como Benoit vs Angle, mas sim em contar uma história dentro do ringue. E isso é algo que me faz ser tão fã da WWE, porque nenhuma outra empresa consegue passar as histórias através das lutas como ela. Os três aqui então, são mestres nesse sentido. É uma grandeza enorme que esses três conseguem passar. CM Punk por exemplo, é um lutador maravilhoso, pacote completo teoricamente, mas não conta muito a história de sua feud durante suas lutas. Talvez isso ele consiga ao longo dos anos e chegue os status do três, mas isso não é uma realidade hoje.

"Calma Markinho... era zueira! Ah!"

Só que o caso aqui é especial, porque não apenas conta uma história… ela encerra de forma magnífica praticamente 60 anos de carreira de três dos maiores e melhores que já existiram. Isso que foi a parte especial que a tornou tão grande, sua importância, que foi para mim, o maior momento de todas as Wrestlemanias. Não foi melhor técnicamente que Shawn vs Taker na Wrestlemania 25, mas foi melhor que qualquer luta da história na parte psicológica, se torna referência para qualquer lutador que quer fazer algo especial no wrestling. Agora o que me revolta é essa luta estar no meio do card. Ok, John Cena vs The Rock é chamativo e sacrificaram o Main Event da última Wrestlemania por essa luta, mas ela merecia estar sendo o evento principal onde algo assim aconteceu? A luta em si deixou muito claro que não, bem longe disso, mas isso vai ficar para a segunda parte (Wait The Rock, Team Killer gonna kick your ass in Our Truth 16!). Termino aqui a primeira parte exaltando e agradecendo esses três. Obrigado Shawn. Obrigado HHH. Obrigado Taker. Obrigado por me darem um espetáculo que nunca mais esquecerei.

5 stars? 10 stars! Obrigado por tudo!

Bem pessoal, por hoje isso é tudo. por favor comentem o que acharam do texto, do Wrestlemania, do tão gostosa a Eve é… tudo que possamos ter uma boa discussão! Espero qualquer crítica construtiva, se vocês me ajudam a evoluir, melhor é o texto que trago a vocês. Mas se você quer falar mal à toa, para ofender sem sentido, pergunte antes para sua mãe porque ela não me ensinou direito, acho que ela estava distraída 🙂 Ah, uma coisa que reparei é esse número absurdo de trolls que apareceu por aqui. Sempre tiveram alguns, mas depois que começou WWE no EI, isso expandiu… muito! Enfim senhores trolls, se quiserem comentar, fiquem a vontade, tentem ser os mais criativos que puderem e tentem mostrar como são inteligentes! Se não, serve para vocês o recado aos haters de merda. Para terminar, a música de hoje é Trip The Darkness, do Lacuna Coil.

Até a próxima!

Sobre Erik Edilson (Legend Killer)

Alto, bonito(haha), negão, forte, convencido(?), humilde(?), canceriano, são paulino, roqueiro eclético, Evanescenciano(WTF?)

Publicado em 05/04/2012, em Our Truth, Quadros, Textos e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 14 Comentários.

  1. henrimpereira

    HHH vs Taker melhor luta que eu já vi, não por técnica e sim porque fiquei totalmente apreensivo no sofá da minha casa, não conseguia acreditar que uma luta pudesse ser tão emocionante. A ultima vez que tinha achado uma luta tão foda foi no MITB no ano passado.

  2. Vamos lá … A Dark Match foi foda , todos os 6 ali tem Muito talento e se tiverem uma boa feud ficaria algo realmente fora do comum !
    Sheamus vs Bryan foi decepcionante não apenas pelos 18 segundos de luta , e sim por sabe que ali TEM DOIS MONSTROS , PRINCIPALMENTE O BRYAN , QUE PODIAM FAZER UMA LUTA SUPER FODA E FICARAM NESSA MERDA DE 18 SEG ! PORRA WWE :@
    Orton vs Kane me surpreendeu e foi bem foda , Falem o que quiser do Orton mas pra mim ele é foda , ele é muito foda ! cara tem um move-set foda , personagem foda , leva uma feud fodasticamente e do Kane não precisa se dizer nada , ainda mais com essa Mascara que o retorno dela foi a coisa mais foda que a WWE podia ter feito XD
    Rhodes e Show também foi foda , Rhodes é sem duvida o futuro maior Heel da empresa , junto dom Ziggler e Barrett, na boa ele é completo ! dentro e fora do ringue , o cara é sensacional ! Show tá em final de carreira, mais limitado ainda , mas mesmo assim faz seu papel de gigante muito bem
    A luta das Divas eu achei agradável, eu sei que a Kelly não é um primor técnico , não chega perto da Layla, Natalya e etc… mas ela é linda vlh ! haha e outra , nessa luta deu pra ver que ela melhorou muito ! e continua melhorando, quem sabe ela não se torna uma Diva realmente merecedora do Divas Champions mais pra frente ….. e A EVE É MT GOSTOSA PQP
    agora a maior luta que eu já vi em toda minha vida , os 3 maiores lutadores de todos os tempos, no mesmo ringue , Taker , HBK e HHH…
    Na boa nunca vi algo tão foda , uma verdadeira história dentro do ringue , o desespero do Shawn em certo momento, tipo que lembrando do que houve com ele alguns anos atrás , a raiva do HHH fazendo de tudo pra vencer , Taker indestrutível como sempre , a luta foi tão foda que em certo momento achei que o HHH venceria , quase chorei vendo essa luta , Na hora que o Triple H pegou o Martelo , eu vi um Remake do ano passado , Taker revertendo e vencendo por submissão … mas não aconteceu , todo o respeito mostrado entre eles no final da luta , mostrando tipo, que ali é o ”fim” dos três , a ultima grande luta de vdd deles enfim , MUITO FODA , MUITO GENIAL ! vou lembrar dessa luta pra sempre e vou mostrar pros meus filhos também ! haha
    “Obrigado Shawn. Obrigado HHH. Obrigado Taker. Obrigado por me darem um espetáculo que nunca mais esquecerei.”
    Exatamente isso.

  3. O YES tanto pode ser o novo What como pode ter o mesmo valor que Wooo tens no chops nos kicks do Bryan tipo como eles fizeram na segunda cada kick que ele dava a crowd gritava YES

    Quanto à mania na minha opiniao foi uma desilusão mas valia ter ficado pelo pre show

  4. "The Rabid Wolverine"

    E a luta do Bryan vs Sheamus seria extremamente fodastica, mais como a WWE resolveu fazer cagada =/
    Se não fosse essa luta do Taker vs HHH, na minha opinião a Wrestlemania 28 seria a pior WM .

  5. BrunoCesar

    Que grande texto (em todos os sentidos xD)

    Ta,acho que daqui alguns anos a WWE lance o DVD The Self Destruction of Sheamus,porque aqueles 18 segundos foram a queda dele e a ascenção do Bryan.

    Gostei da luta Orton-Kane e o final foi foda,quando o Orton saiu do Chokeslam eu pensei “vai ganhar de novo“,mas aí,veio o Chokeslam mais foda desde que Kane voltou.

    Taker vs HHH,main event devia ser,na boa,a aflição do Shawn,a vontade paranóica de Undertaker pra se levantar pra sair andando.

    Punk vs Jericho foi demais,por isso que eu vivo dizendo,foi uma Mania lutada muito mais com a emoção do que com a habilidade,a parte que o Punk pega a cadeira foi mítica e o Jericho contribuiu demais pra essa se tornar a melhor luta da noite,LUTA,OK?

    Rock vs Cena,foi boa,ainda mais que a torcida ajudou muito,do início ao fim.

    Dou uma nota 7,só não mais por causa da sacanagem com o Bryan.

    YES YES YES

  6. Realmente cara a eve eh muiiiiiiito “HOT”, bom texto gostei como vc expressou a luta do taker vs hhh e tenho q confessar que tive quase as mesmas reações que vc kkkkkkk

  7. Bizarro #1

    “Foi como ver um filme tão bom que você esquece que não é real.”

    Concordo totalmente, quase soltei um sonoro – NÃO! – na hora que Triple H ergueu o martelo.

  8. Gustavo Gavioes

    Yes hsausausa vai ser mítico

  9. wwedinasty

    Sensacional seu texto gostei pra caramba,realmente essa wm nao foi uma das melhores e decepcionou mtttt pricipalmente com essa ultra mega cagada da wwe em fazee essa “”””luta”””” de 18 segundos tmc ;/ Mas realmente HHH vs Taker vai marcar e d+++++++,minha stream nao estava das melhores na hr dessa luta nao mas os momentos mais emocionantes deu pra pegar e realmente foi sensacional,a hr q o HBK deu o SCM e dps o HHH o Pedigree eu realmente achei mttttttt q a streak acabaria,fiquei mtttt apreensivo e vibrei dms a hr q o Taker se livrou da contagem,nunca vou esquecer dessa luta NUNCA mt obg a essas tres lendas terem proporcionado a nós esse espetaculo ainda vou rever essa luta e provavelmente salva la *_*

  10. Guilherme The King Of Kings

    Otimo texto.

  1. Pingback: Our Truth #16 – Especial Wrestlemania Parte 2: Hall Of Fame à Rock vs Cena « Wrestlinformativo

Comente este post ou o Godoi te pegará a noite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: